quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Adaptação de The Last of Us para o Sistema Acepção de Terra Devastada


Fala galera!

Depois de muito tempo sem se manifestar, minha querida cidade finalmente organizou um evento de RPG. O evento de nome 1º Joga Conclave está sendo organizado através Taberna Conclave, que é uma loja especializada em RPG e cultura nerd em geral, a editora conclave, também voltada ao mundo nerd e a livraria Saraiva.
O evento ocorrerá no dia 28 de agosto (domingo) e contará com várias mesas de RPG, boards e card games variados. O evento promete e estamos todos muito animados com ele.
Para este evento, levarei uma aventura para Este Corpo Mortal, a fim de apresentar o jogo para novatos e desentendidos em geral, com o cenário ainda não definido. Levarei também o Violentina (que farei a resenha ainda essa semana), RPG de narrativa compartilhada voltado a filmes like a Tarantino e uma adaptação do game The Last of Us para o sistema acepção de Terra Devastada. Penso também em levar o Contágio card game, se eu já estiver recebido o meu até lá, é claro.
Este post, conforme o título será dedicado à adaptação do The Last of Us, criado especialmente para o evento.
Por que adaptar The Last of Us¿
Porque o jogo é muito foda e facilmente adaptável para Terra Devastada. Recomendo fortemente o game para todos. É um dos melhores títulos que tive o prazer de jogar no meu tão querido ps3.
Espero que gostem e façam críticas.

A HISTÓRIA:
Primeiramente, para quem ainda não conhece, The Last of Us é um game lançado em junho deste ano, exclusivamente para o playtation 3 do gênero survivor horror.
A história de The Last of Us tem início no ano de 2013 quando um fungo conhecido como cordyceps é liberado e afeta os seres humanos, transformando-os em infectados assassinos.
Esses fungos se espalharam por todo o mundo e dizimaram grande para da população humana, obrigando os poucos sobreviventes a viverem em zonas de quarentena.
No game, a história avança vinte anos após o surgimento deste fungo e apresenta um cenário onde boa parte dos sobreviventes nasceu após o incidente ou mesmo eram muito novos para se lembrarem de qualquer coisa do mundo antes surgimento do cordyceps, fazendo-os terem como ideia de mundo somente o cenário pós-apocalíptico onde passa o game.

FUNCIONAMENTO DO FUNGO:
Ao ser exposto ao cordyceps, o ser humano exposto começa a passar mal e em no máximo 48 horas o infectado se transforma.
O fungo se aloja no crânio do hospedeiro e a partir daí começa a alterá-lo. Os infectados se tornam muito violentos e atacam qualquer ser humano à sua frente, sem hesitar. Aos poucos, esse fungo começa a crescer e se expandir para fora do corpo, levando-os a outros estágios de evolução do fungo, que serão tratados mais adiante.
O infectado transformado perde suas emoções e sua inteligência, sendo capazes de no máximo usarem armas brancas e mesmo assim, comente no primeiro estágio da infecção.
Os esporos são visível e se concentram em áreas específicas e esparsas. Quando passar por estas áreas, os personagens devem utilizar máscaras de oxigênio ou serão infectados.
A outra maneira de se transmitir o corpyceps é sendo mordido por um infectado.
Os infectados decorativos seguem um padrão parecido com os zumbis do Terra Devastada, com algumas alterações:
Ø  3d para morder; 2d para agarrar, golpear, perceber, caçar, correr e perseguir; golpes de sorte para ações simples. Altere se necessário.
Ø  Os estaladores têm +1d adicional para morder; proteção “+1d”  na cabeça (devido ao fungo expandido através do crânio); são cegos e têm +1d adicional para ouvir (devido à audição apurada).
Ø  Os vermes têm +2d adicionais para golpear; proteção adicional “+2d” no corpo inteiro (devido à sua carapaça de fungos); -1d para correr e perseguir; ele também dispara esporos ácidos contra os personagens a uma distância curta. Esses esporos causam dano e podem vir a infectar personagens que fiquem expostos por pelo menos três rodadas ou um minuto fora de combate.
NOTA: diferente de cenários de apocalipse zumbi, a morte do ser humano mordido não o faz retornar como um infectado. Ou seja. Se ele morrer, morreu!

TIPOS DE INFECTADOS:
Os infectados no cenário são separados por tipos e cada tipo representa um estágio da infecção. A diferença entre os estágios é relativa ao tempo em que os infectados estão dominados pelos fungos.
A nomenclatura atribuída a cada um deles varia de acordo com a região, pois os sobreviventes não têm contato com outros sobreviventes distantes para estabelecer uma nomenclatura oficial, contudo, utilizaremos aqui a nomenclatura adotada pelo game.

Corredor
No primeiro estágio da infecção, o fungo ainda está no interior do crânio do hospedeiro ou já começando a rachá-lo e se expandir para o exterior da cabeça do infectado. Esses infectados são conhecidos como Corredores (Runners) e ainda conservam as características físicas que tinham antes de serem expostos ao fungo. Eles são conhecidos como corredores porque sempre que percebem a presença de humanos, correm em linha reta em direção a eles, ignorando completamente quaisquer obstá
culos entre eles. Não têm instinto de defesa, sendo incapazes de desviarem de ataques, fugirem ou se defenderem de qualquer forma.

Estalador
No segundo estágio da infecção, o cordyceps já se expandiu rachando a parte superior do crânio do infectado e estourando as órbitas de seus olhos, deixando-os completamente cegos. Os fungos expandidos também agem como uma carapaça que protegem esses infectados de ataques contra as áreas protegidas. Os dentes destas criaturas também são modificados e suas mordidas carregam várias bactérias nocivas ao organismo humano, podendo inclusive levá-los a morte. Por serem completamente cegas, estas criaturas conhecidas como Estaladores (Clickers), têm sua audição bastante aguçadas. Neste estágio, os estaladores já apresentam fungos crescendo em pequenos montes esparsos espalhados pelo corpo.

Verme
Chegando ao terceiro e último estágio de evolução do cordyceps, temos os Vermes (Worms). Neste estágio, o cordyceps já tomou conta de todo o corpo do hospedeiro, deixando-o irreconhecível como algo que um dia foi um ser humano. A partir deste ponto, esta criatura grotesca se torna lenta, porém muito mais mortal. Os vermes expelem esporos ácidos que causam danos e podem inclusive infectar pessoas que ficarem expostas por mais tempo. Os fungos em seu corpo lhe formam uma grossa carapaça que lhe confere maior proteção contra dano e sua força também é extremamente ampliada.



NOTA: no game, os clickers matam com uma única mordida e os worms matam com um único ataque físico. No RPG, isso pode se tornar demasiadamente apelativo, portanto, utilizem este aspecto da forma que acharem mais interessante para a narração.

A SOCIEDADE PÓS-APOCALÍPTICA EM THE LAST OF US:
Após o cordyceps se espalhar em escala global, a sociedade como conhecemos caiu por terra. O governo deixou de existir, o dinheiro passou a não valer mais nada e os pilares da sociedade foram extintos.
Contudo, o ser humano sempre viveu em sociedade e isso faz parte do instinto de cada um. Dada a situação caótica de um mundo pós-apocalíptico, os seres humanos tiveram que formar novas e precárias sociedades. As principais vistas nos cenários são:

Os militares em um toque de recolher violado
OS MILITARES:
O exército cercou áreas livres da infecção, formando várias zonas de quarentena. Estas zonas são os locais mais seguros para se viver, contudo, são mantidos através de leis extremamente rígidas. A comida nesses lugares e sempre escassa e dividida entre os sobreviventes. Toques de recolher devem sempre ser respeitados e a violação dos mesmos pode ser punida com a morte. Qualquer sinal de infecção detectada pelos militares, também resulta na execução do infectado. Mesmo que ainda não apresente qualquer sintoma da infecção.




A líder dos Vaga-lumes
O emblema dos Vaga-lumes
OS VAGA-LUMES:
Os vaga-lumes constituem uma espécie de resistência mais direta ao cordyceps.
Eles são tidos como terroristas pelo exército e vivem sempre em conflito com eles. Alguns inclusive acreditam que eles foram responsáveis por espalharem o fungo pelo mundo. Por diversas vezes, os vaga-lumes invadem zonas de quarentena em busca de suprimentos.
Os vaga-lumes vivem em instalações mais precárias que dominam, reforçam a segurança e se instalam.
Existem alguns cientistas entre os vaga-lumes que ainda pesquisam uma possível cura. Eles são subversivos e vivem em sociedades menos organizadas e seguras. Prezam pela liberdade que não podem ter nas zonas de quarentenas.

OS CAÇADORES:
Os caçadores formam a menor e menos expressiva sociedade do cenário. Eles são desorganizados e vivem apenas com o objetivo de sobreviver ao mundo pós-apocalíptico, dia após dia.
Vivem basicamente da caça e olham somente para os seus. Alguns grupos são bastante unidos, como verdadeiras famílias, outros estão juntos apenas por conveniência.
Eles geralmente vivem em locais isolados e distantes, contudo podem ser encontrados por todo o mundo, podendo também ser nômades.

Alguns grupos de caçadores são pervertidos, estupradores, pedófilos e etc... Alguns inclusive têm hábitos canibais, caçando seres humanos em épocas de maior escassez de alimentos.
---
Bem galera, é isso!
Espero que tenham gostado. Este é um dos jogos que lavarei para o evento que promete ser muito legal. Até semana que vem eu postarei mais informações sobre os outros jogos.
Mais uma vez recomendo que joguem este game fantástico.

Um grande abraço a todos e até a próxima!

Resenha do Terra Devastada: http://caminhodasebe.blogspot.com.br/2014/09/terra-devastada-resenha.html